Jornalista. Tradutora. Consultora. Blogueira. Revisora multifuncional. Fornecedora de pitacos textuais e de diagramação. Roteirista. Assessora de imprensa. Professora. Guitarrista e baterista diletante. Aprendiz de poliglota.

Poderia resumir tudo que está aí em cima com um “joga nas onze” (literalmente), mas tenho quase certeza de que já fiz bem mais do que isso. Já fui contadora de histórias para crianças, estou nos primeiros capítulos de uma jornada na área de educação e continuo sendo a jornalista que ama as palavras.

Amor parece uma palava forte, mas é preciso amar algo para se dedicar de corpo inteiro. E eu não teria tanta disposição para trabalhar com palavras 24/7 se não sentisse que elas me completam de alguma forma. Elas alimentam meu cérebro e minha alma.

É por tudo isso que eu trabalho criando conteúdo e encontrando a melhor versão das palavras de outras pessoas. Seja dando vida a textos, fazendo a preparação de livros, editando, revisando ou traduzindo, lidar com palavras é o meu dia a dia. É o que eu acordo fazendo e é o que eu faço até a hora de dormir.

(Às vezes, é com isso que eu sonho também. Perdi a conta das ocasiões em que sonhei com roteiros dignos de um Oscar.)

Um texto não é um amontoado de palavras

Um bom texto respeita a norma culta. Um excelente texto alia isso a uma escrita bonita e convincente. O texto certo vai além — ele é conteúdo. Conteúdo com “C” maiúsculo, que faz jus a quem cria (e a quem ele representa) e cumpre o papel de informar.

O conteúdo certo torna quem lê mais sábio e cria um vínculo permanente com o público.

Seja um microempresário, um grande escritório de advocacia, um profissional liberal ou um e-commerce que precisa gerar leads, se você entende que um bom texto é a essência de qualquer conversação — e encontrar, engajar e fidelizar público nada mais é do que uma conversação — entre em contato comigo.

Afinal, quem melhor do que alguém apaixonada por palavras para desenvolver o conteúdo que vai colocar você à frente?