Do microempreendedor à megaempresa, do freelancer ao grande executivo, todo mundo precisa dizer ao mundo a que veio. Com o branding, você se posiciona diante da concorrência e de seus clientes.

A marca é o maior bem de uma empresa. Tal qual o nome de uma pessoa, é a sua marca que informa ao público quem você é, o que você faz e por quê. É pela marca que conhecemos seu negócio, produtos e serviços.

O mesmo vale para freelancers e profissionais liberais. Seu nome é sua identidade, e é por ele que seus clientes ficam sabendo quem você é e te indicam para outras pessoas — o bom e velho boca a boca.

Investir em branding não é luxo, mas sim uma necessidade quando falamos em posicionamento de mercado e diferenciação. Num contexto de crise e de mercados saturados, ter uma boa marca — uma que fique na cabeça do público — é o que separa iniciativas bem-sucedidas de quem morre na praia.

Escutar o cliente nesse processo, compreender suas necessidades e desenvolver estratégias e soluções que definam sua marca, o público que deve conhece-la – ou ser reapresentado a ela – e a mensagem que ela transmite é o que diferencia um branding único de uma solução genérica, do tipo “one size fits all”. É essa proposta única que vou apresentar a você.

Veja também:

APRIMORAMENTO TEXTUAL
MARKETING DE CONTEÚDO